Você se lembra desses casos? Confira esta galeria para ver quais estrelas morreram como resultado do abuso de álcool.

Estrelas internacionais que o álcool apagou

Quando se trata de batalhas públicas contra o vício, o abuso de álcool é muitas vezes deixado de lado. Normalmente, o abuso de outras drogas é percebido como sendo mais grave e problemas com a bebida são muitas vezes colocados em segundo plano. No entanto, o abuso de álcool, especialmente durante um longo período, pode ser extremamente prejudicial à nossa saúde e definitivamente não é algo pra ser levado como brincadeira. Infelizmente, há algumas celebridades que acabaram sucumbindo ao seu problema com a bebida.

Você se lembra desses casos? Confira esta galeria para ver quais estrelas morreram como resultado do abuso de álcool.

Richard Burton, estimado ator e marido de Elizabeth Taylor, sofreu com o alcoolismo a maior parte de sua vida adulta. Em 1974, após seu divórcio, ele assumiu que era alcoólatra e que só trabalhava como ator pelo dinheiro.

Elizabeth Taylor e Richard Burton protagonizaram uma história de amor mais intensa e tumultuada do que os dramas do cinema.

Quando morreu em 1984, aos 58 anos, foi devido a uma hemorragia intracerebral. Sua morte real foi súbita, mas sua saúde estava em declínio há muitos anos devido ao alcoolismo.

Seu segundo romance, ‘On the Road: Na Estrada’ (1957), fez do autor Jack Kerouac um ícone da Geração Beat. Ele também teve que lutar contra o abuso de álcool ao longo de sua vida.

Ele morreu em 1969 depois de ser levado às pressas para o hospital quando começou a vomitar sangue enquanto bebia uísque. A causa da morte foi uma hemorragia causada por cirrose.

John Bonham –

Para muitos, Bonzo foi o mais influente e criativo baterista de todos os tempos. Para celebrar esse gênio é só ouvir ‘Good Times, Bad Times’, do primeiro disco da banda, ‘Led Zeppelin’, lançado em 1969. Demais da conta Foto: Neal Preston

John Bonham foi um músico inglês mais conhecido por ser o baterista do Led Zeppelin. Ele morreu aos 32 anos devido a asfixia por vômito.

O relatório do legista revelou que Bonham tinha estado numa verdadeira farra um dia antes de sua morte. Reportagens da época revelaram que ele começava o dia com 16 doses de vodca no café da manhã.

Ryan Dunn –

Ryan Dunn ator de  Michael Buckner/Getty Images/VEJA

O ex-astro de ‘Jackass’ Ryan Dunn morreu em um acidente de carro quando tinha apenas 34 anos. Ele estava dirigindo, acompanhado de um passageiro, quando saiu da estrada e bateu em uma árvore.

O relatório toxicológico mostrou que que o nível de álcool no sangue de Dunn era mais do dobro do limite legal. Ele era conhecido por lutar contra o vício e este não foi o primeiro acidente no qual dirigiu bêbado.

Hank Williams –

Honky tonk é o termo que denominava bares surgidos no sul estadunidense no início do século XX, frequentados pela classe trabalhadora, e também ocasionalmente habitados por prostitutas. Tais espaços deram origem a um estilo musical homônimo que veio a influenciar fortemente o country e o rockabilly.

O músico country Hank Williams, que nos trouxe clássicos como ‘Hey, Good Lookin’, morreu tragicamente jovem devido a complicações após o abuso de álcool.

A causa de sua morte foram hemorragias causadas pelo alcoolismo. Ele tinha apenas 29 anos quando morreu.

William Holden –

Poucos atores de Hollywood transmitiram dor espiritual e física com a autoridade carismática de William Holden. 
Este descendente de uma família rica no negócio químico foi registrado pela primeira vez em filmes como um protagonista limpo e afavelmente bonito na década de 1940 e ele amadureceu em papéis mais difíceis. 
Ao longo do caminho, suas qualidades sérias renderam-se ao cinismo, talvez mais notavelmente para o escritor-diretor.

O ex-ator William Holden, que teve o auge da carreira na década de 1950, era um alcoólatra cujo o comportamento afetou sua vida profissional e pessoal.

Uma vez, ele foi o culpado pela morte de outro motorista enquanto dirigia bêbado. Anos depois, Holden acabou morrendo de hemorragia após cair embriagado e bater a cabeça.

Errol Flynn –

Errol Flynn ficou mundialmente famoso ao protagonizar filmes do gênero capa e espada, como Capitão Blood (Capitain Blood, 1935) e As Aventuras de Robin dos Bosques (The Adventures of Robin Hood, 1938). 

Errol Flynn foi um ator australiano que ganhou fama durante a Era de Ouro de Hollywood. Ele costumava interpretar papéis românticos.

O ator era conhecido por seu comportamento hedonista, que incluía beber pesado e, em certo momento, abusar de narcóticos também. Ele morreu aos 50 anos, e a autópsia mostrou que ele tinha doença cardíaca e cirrose.

Oliver Reed –

Oliver Reed tinha duas personalidades notáveis além das tantas interpretadas em 41 anos de carreira: a primeira, conhecida mundialmente, era a de um excelente ator com muita versatilidade. Apesar de não fazer o tipo galã para Hollywood, soube usar o humor, movimentação e simpatia para participar de produções premiadas com Globos de Ouro e Oscars.

O ator inglês Oliver Reed morreu de ataque cardíaco durante uma pausa das filmagens de ‘Gladiador’ (2000).

Reed era famoso por beber muito, mas, aparentemente, estava sóbrio há meses. Só que ele se envolveu em um jogo de bebida que acabou por matá-lo.

Billie Holiday –

Billie Holiday, Los Angeles, 1951. Foto: Bob Willoughby.

Billie Holiday é amplamente considerada uma das cantoras mais influentes dos gêneros jazz e blues.

Ela rapidamente alcançou o sucesso, mas sua carreira foi prejudicada por problemas legais e abuso de substâncias. Ela morreu de cirrose quando tinha apenas 44 anos.

Peter Cook –

Gênio da comédia: Peter Cook em sua casa em Londres em 1972.

Peter Cook foi um comediante inglês que teve uma carreira de sucesso na televisão e no cinema britânico. Ele lutou contra o alcoolismo durante a maior parte de sua vida.

Cook morreu em 1995 aos 57 anos. A causa de sua morte foi uma hemorragia gastrointestinal, resultado de anos de abuso de álcool.

Veronica Lake –

Veronica Lake com o braço sobre a cabeça, em ensaio fotográfico – Wikimedia Commons

Veronica Lake foi uma atriz muito conhecida por seus papéis Femme Fatale no cinema. Ela foi muito bem sucedida inicialmente, mas sua carreira rapidamente declinou, em parte devido ao abuso de bebidas.

A atriz de ‘Contrastes Humanos’ (1941) morreu em 1973, aos 50 anos. A causa da morte foi hepatite aguda e lesão renal aguda.

Michael Elphick –

Por muitos anos Elphick lutou contra o alcoolismo. 
Ele fez a primeira de muitas tentativas de parar de beber em 1988, depois que os médicos o avisaram que ele poderia morrer dentro de um ano se continuasse. 

Michael Elphick foi um ator inglês que ficou conhecido por interpretar o papel de Harry Slater na longa novela ‘Eastenders’, da BBC.

Elphick enfrentou publicamente uma batalha contra o alcoolismo. Em sua pior fase, ele chegou a beber 2 litros de bebida alcoólica por dia. A bebida foi um fator contribuinte para o ataque cardíaco que o matou em 2002.

Barbara Payton –

Barbara Lee Redfield nasceu no Minnessota, em 16 de novembro de 1927. Seus pais eram imigrantes noruegueses de origem humilde. 

Barbara Payton foi uma aspirante a atriz que não conseguiu alcançar o sucesso por causa de seus problemas com alcoolismo e vício em drogas. Sua vida era objeto de muito interesse público.

As batalhas de Payton contra o abuso de substâncias a colocaram em confusões por fraude e prostituição. Seu vício também foi a causa de sua morte: insuficiência cardíaca e hepática aos 39 anos.

Fontes: Notícias ao Minuto – (Ranker) (The Hollywood Reporter)

Um comentário

  1. […] Posted on Agosto 20, 2022 by Tem Quote Quando se trata de batalhas públicas contra o vício, o abuso de álcool é muitas vezes deixado de lado. Normalmente, o abuso de outras drogas é percebido como sendo mais grave e problemas com a bebida são muitas vezes colocados em segundo plano. No entanto, o abuso de álcool, especialmente durante um longo período, pode ser extremamente prejudicial à nossa saúde e definitivamente não é algo pra ser levado como brincadeira. Infelizmente, há algumas celebridades que acabaram sucumbindo ao seu problema com a bebida.Você se lembra desses casos? Confira quais estrelas morreram como resultado do abuso de álcool.Richard Burton, estimado ator e marido de Elizabeth Taylor, sofreu com o alcoolismo a maior parte de sua vida adulta. Em 1974, após seu divórcio, ele assumiu que era alcoólatra e que só trabalhava como ator pelo dinheiro.Quando morreu em 1984, aos 58 anos, foi devido a uma hemorragia intracerebral. Sua morte real foi súbita, mas sua saúde estava em declínio há muitos anos devido ao alcoolismo.Seu segundo romance, ‘On the Road: Na Estrada’ (1957), fez do autor Jack Kerouac um ícone da Geração Beat. Ele também teve que lutar contra o abuso de álcool ao longo de sua vida.Ele morreu em 1969 depois de ser levado às pressas para o hospital quando começou a vomitar sangue enquanto bebia uísque. A causa da morte foi uma hemorragia causada por cirrose.Veja esse texto completo no TeatrineTV.com – clique AQUI. source […]

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s