Dia de arte: 32 grafiteiros colorem muros de cooperativas em Campo Grande

O Pimp Nossa Cooperativa une 32 artistas das 9h às 17h do próximo sábado (30.jul.22) para grafitar o muro de cooperativas que integram a Unidade de Triagem de Resíduos de Campo Grande (UTR-CG/MS).

A projeto cultural revitaliza cooperativas de reciclagem por meio da pintura de murais em todo o Brasil.

Promovida pelo Pimp My Carroça — movimento que busca desde 2012 dar visibilidade a catadores e catadoras de materiais recicláveis — e patrocinada pelo Grupo HEINEKEN, a ação tem como objetivo promover o acesso à arte e a integração entre as/os profissionais de reciclagem, além de realizar melhorias nas sedes das instituições.

De acordo com os organizadores, serão grafitados os muros da Associação ATMARAS, Cooperativas Novo Horizonte, CATA MS, COOPERMARAS, todas localizadas no Parque do Lageado, na Capital.

A ação, totalmente gratuita, conta com o apoio do Sesc e do Senac, oferece atividades lúdicas, culturais, além de atendimentos odontológicos e de bem-estar aos cooperados e à comunidade ao entorno.

Os realizadores disseram que também serão feitas a pintura de sinalização de segurança do trabalho e da distribuição de kits de segurança do trabalho (EPIs) para os cooperados, artistas e equipe.

Os 32 grafiteiros (as) são: Btn; Hell; Aurea Arts; Very Ruim; Carol Latinas; Nêga; Erro; Boni; Kami; Leo Mareco; Lamen; Alien; LuanSTR; Maria Maria; Choro; Grolli; Parrésio; Doisx; Curumex; Natacha IK; Resaone; Ladys; Pablo Artes; Pmorato; Rafael Mareco; SVTR; Rude; Thais Maia; Thap/dakini; Viit; SrG e Temor.

A UTR

A história das/dos profissionais da reciclagem da UTR se inicia no lixão de Campo Grande/MS. Nele atuavam 250 catadores que, apesar das condições insalubres de trabalho, retiravam dali o sustento próprio e de suas famílias. Daniel Obelar, um dos catadores do antigo lixão e, hoje, presidente da Cooperativa Coopermaras, explica que com o fechamento do lixão pela Prefeitura em 2016, o caminho foi a formalização e organização econômica e social do trabalho em cooperativas e/ou associações de resíduos de materiais recicláveis.

“Muitos catadores não tinham uma perspectiva de vida e trabalho além do lixão. Quando ele foi fechado, se tornar uma UTR foi como encontrar um refúgio. Hoje em dia, as cooperativas abrigam idosos, pessoas com deficiência, além de pessoas em vulnerabilidade social. Então, aqui, a gente consegue fazer um trabalho de recuperação não só dos materiais recicláveis, mas das próprias pessoas – gerando emprego, renda e solidariedade”, relata Obelar.  

Gilda Macedo, catadora e ex-presidente da Associação Atmaras, conta que atualmente os desafios são outros: a oscilação no preço dos materiais e a falta de conscientização da população sobre a importância da coleta seletiva na cidade.

“A UTR tem pouca visibilidade. É como se o nosso trabalho não existisse. Isso impacta diretamente na quantidade e qualidade de material que recebemos. Só para se ter uma ideia, temos recebido cerca de 50% de rejeito, entre os materiais recicláveis”, explica.

Nesse sentido, o Pimp Nossa Cooperativa atua para dar visibilidade ao importante trabalho  realizado pelas cooperativas. “Promover melhorias estruturais e revitalizar os muros das cooperativas por meio do trabalho de artistas do graffiti faz com o ambiente de trabalho se torne melhor: melhora a produção, o relacionamento entre as pessoas e o mais importante, a comunidade do entorno fica curiosa para saber o que acontece ali, e muitas vezes começa a aderir a coleta seletiva”, explica Eliane Santos, coordenadora do Pimp My Carroça.

PROGRAMAÇÃO (30.jul.22)

8h às 17h: 17h30 Dj TGB 
9h às 12h: Atendimento de massoterapia – Senac
9h30 às 11h30: Atendimentos odontológicos com o projeto Reciclando Sorrisos
9h30 às 11h30: Oficina de Rima 
11h: Apresentação Musical – Sesc Lageado
13h às 16h: Atendimentos odontológicos com o projeto Reciclando Sorrisos 
13h: Batuque e Canta
14h: Oficina de Brinquedos com Sucata (infantil) – Sesc
14h às 15h30: Oficina de Passinho
15h30 às 16h20: Grupo CPS
16h30 às 17h30: Banda KZulo

SERVIÇO

A Unidade de Triagem Campo Grande fica na Rua Cecílio Arruda de Araújo, 1450 – Parque do Lageado.

Um comentário

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s