Essa é Jodyline Gallavardin. Foto: Site oficial da artista

Pianista francesa faz recital com reserva gratuita de ingressos em Campo Grande

A pianista francesa Jodyline Gallavardin, de 29 anos, fará um recital de piano às 20h de 13 de setembro no Teatro Glauce Rocha, no Campus da Universidade Federal de Mato Grosso do Sul (UFMS), em Campo Grande (MS). A reserva de ingressos está aberta de maneira gratuita até esgotarem as vagas. (Veja abaixo).

Promovido pela Embaixada da França no Brasil, a evento parte de uma parceria firmada entre a Universidade e a Aliança Francesa de Campo Grande. Justamente neste mês de setembro Jodyline inicia uma turnê pelo Brasil como solista com orquestra e em recitais.

O Pró-reitor de Extensão, Cultura e Esporte Marcelo Fernandes disse que concerto é uma oportunidade para que a população tenha acesso a músicas de outras culturas.  “É uma grande oportunidade para que as pessoas vejam uma artista desenvolvida em um cenário musical que é, de certa forma, distante do brasileiro. Ela trará uma interpretação pessoal, feminina e original das obras do repertório de piano”.

Para a diretora da Aliança Francesa de Campo Grande Marcia Sadi, eventos como estes são muitos especiais. “Estes eventos são parcerias da Embaixada da França com a Aliança Francesa em Campo Grande. Os pianistas, no caso a Jodyline, e no primeiro semestre trouxemos a Eloïse Bella Kohn, vem ao Brasil em turnê por 8 cidades, e Campo Grande está entre essas cidades”.

A reserva de ingressos deve ser feita acessando este endereço eletrônico.

A PIANISTA

Jodyline é uma jovem pianista francesa. Ela ingressou no prestigiado Conservatoire National Supérieur de Musique em Lyon (CNSM) quando tinha apenas 17 anos e já é uma artista reconhecida em seu país.

Premiada pela Fondation Banque Populaire, ela lançou seu primeiro álbum Lost Paradises em junho de 2022 sob o selo Scala Music. O álbum ganhou um Qobuzissime da plataforma Qobuz e foi selecionado e elogiado por Pierre Gervasoni do jornal Le Monde.

A pianista tem dois mestrados: um em piano depois de estudar com Marie-Josèphe Jude e outro em música de câmara depois de estudar na classe de Dana Ciocarlie com quem ainda colabora.

Requisitada, a artista dá muitos concertos na França em salas como Opéra de Lyon, Salle Molière, Auditorium Darius Milhaud, Goethe-Institut, Auditorium du Petit Palais (Paris), bem como no cenário internacional (Piano City em Milão, Villa Música na Alemanha, Espace Fusterie em Genebra, Institut de Ribaupierre em Lausanne, Palazetto Bru Zane em Venezia…).

Críticos da música em todo o mundo descrevem Jodyline como uma artista muito sensível que ‘valoriza cada nota por si e dá sentido a cada som’ (Oreille Fine, 2017), e como ‘revelação’ por Pierre Lamy (Qobuz, 2022), é regularmente convidada a atuar em muitos festivais.

Selecionada para a Academia Ravel com Jean-Claude Pennetier, Jodyline destacou-se ao ganhar o Prêmio Mélomanes Côte Sud, o Prêmio Palazetto Bru Zane e o Prêmio Festival de l’Orangerie de Sceaux. Ela também é laureada da Fondation Mécénat Musicale Société Générale e laureada da Fundação Safran. Em 2017, Jodyline representou a França para um concerto no Teatro Nacional de Ashgabat (Turquemenistão) a convite da Embaixada da França. No mesmo ano, ela foi escolhida pelo Bosendörfer Official para uma gravação de vídeo ao vivo. Apresentou-se regularmente em programas de rádio como SWR2 (Alemanha) com a violoncelista Anastasia Kobekina, Casa Berthallot (Itália) e a rádio nacional francesa France Musique para os famosos programas ao vivo ‘Génération Jeunes Interprètes’ e ‘Génération France Musique’.

Admitida na Accademia Internazionale Pianistica Incontri Col Maestro em Imola, recebeu durante um ano à docência do Maestro Piero Rattalino. Ela também teve a chance de conhecer Rena Shereshevskaya e se beneficiou de seus preciosos conselhos. Em 2019, Jodyline se tornou Artista Residente no Ingesund Piano Center e vem estudando com a grande professora Julia Mustonen-Dahlkvist em um lugar incrível no meio das florestas suecas, em Arvika.

A reportagem tentou falar com Jodyline Gallavardin para ouví-la sobre a vinda à Mato Grosso do Sul, entretanto, a assessoria da embaixada não retornou o contato.

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s